top of page

CRECHES PARA CACHORRO, VALE A PENA?


Um dos principais motivos de não ter um cachorro em casa é aquela preocupação “eu trabalho o dia todo, ele ficará muito sozinho”. E de fato, os cachorros são seres sociáveis, animais que sempre viveram em grupo. Embora algumas raças aceitem melhor a solidão, ficar por muito tempo (o dia todo) sozinho é inaceitável para eles e isso pode ter consequências desastrosas, como: a síndrome da separação, um transtorno que acontece quando o totó se sente muito isolado e encara essa situação de forma negativa. É como se fosse a ‘síndrome do pânico’ para nós. Fique atento se ele mudar de temperamento e destruir objetos, defecar em locais inadequados ou se automutilar.

Para evitar problemas como estes ou até mesmo ter um lugar para deixar seu amigo enquanto faz uma viagem de negócios, já falamos sobre ‘babas para cães e gatos’, outra alternativa interessante e que está movimentando a vida de muitos cãozinhos e deixando seus ‘pais’ menos preocupados, são as creches para cachorro.

Esse tipo de estabelecimento é idêntico às creches para bebês. Tem horário de entrada, horário de saída, lazer, atividades de socialização com outros animais, banho... Ah e o lanchinho é claro! Essa parte fica por conta dos donos, eles devem levar todos os dias o que o dog come de acordo com a sua dieta. Essa regra também é válida para medicamentos, caso esteja tomando algum, e os brinquedos. Existem cachorros que se apegam aos seus brinquedos e levá-los faz com que o totó sinta-se mais confortável no ambiente, caso ainda não esteja familiarizado. Algumas creches solicitam que o macho esteja castrado e a fêmea não esteja no cio. Isso pode variar de estabelecimento para estabelecimento. É importante também que o animal esteja vacinado!

E aí você se pergunta: ‘- mas quem vai cuidar dele?’ Nem todos que trabalham na creche são veterinários. Embora as atividades programadas e o dia a dia dos matriculados sejam acompanhados por profissionais da área, outros funcionários podem ser pessoas pré-dispostas a trabalhar com animais e claro, que gostem de cachorro e saibam lidar com as intemperes de determinadas raças. Para tudo isso existe muito treinamento e estudo!

Com essa solução, você não precisa ficar com a consciência pesada em deixar seu filhote sozinho!!! Na creche ele ficará em segurança, será bem tratado e ainda terá novos amigos para brincar! Tenho certeza que ao se encontrarem, o totó ainda terá fôlego para lhe dar carinho e da forma dele, ‘contar’ como foi o dia. ;)

 

Saiba mais:

5 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

CÁLCULOS URINÁRIOS EM GATOS: COMO PREVENIR?

Quem tem um bichano em casa sabe bem que, normalmente, ele não é muito fã de água e, por isso, ingere pouca quantidade ao longo do dia. Esse hábito adquirido dos seus ancestrais - que não bebiam água

留言


bottom of page