top of page

7 CUIDADOS DURANTE A PRÁTICA DE ESPORTE COM SEU CÃO

Os cães são ótimas companhias em diversos momentos, entre eles, na prática de esportes. Mas antes de levá-lo para correr, nadar, entre outras atividades, atente-se a algumas características dele, como idade, tamanho e morfologia, para determinar se ele pode se exercitar. Além disso, confira algumas dicas sobre o que fazer para aproveitar melhor esse momento com seu cãozinho. Decida a atividade que você vai fazer com seu animal. Caminhar ou correr são as mais comuns, porém, existem outras que podem ser realizadas para variar a rotina de exercícios. Diversificar as atividades é importante para evitar a fadiga muscular ao realizar todos os dias os mesmos movimentos, o que pode gerar ao longo do tempo lesões e problemas de saúde. Natação e treino de agilidade com barreiras, obstáculos e túneis são boas opções. Já para cães idosos, os exercícios de movimentação articular (alongamentos) são indicados para fortalecimento das articulações. 1)  Antes de iniciar a prática esportiva com o pet, faça uma visita ao veterinário para checar se a saúde dele está em dia e para saber suas condições físicas e seus limites. 2)  O comprimento do nariz é uma característica morfológica que determina a capacidade do cão para suportar sessões de treinamento intenso. Cães de focinho curto normalmente têm dificuldades respiratórias, sendo menos resistentes às atividades prolongadas. 3)  Quando o cão é jovem, é permitido fazer caminhadas longas e realizar outras atividades. Se o cão já é velho, é necessário adaptar as atividades físicas à sua nova condição. 4)  Não há limite de idade para a prática de exercícios com os cães, mas, atenção: é necessário observar o comportamento do cachorro. Ao notar sinais de fraqueza ou problemas de saúde, adapte ou interrompa as atividades. 5)  Tenha atenção à temperatura do local da prática da atividade, pois o calor pode causar desidratação e insolação. Confira essas dicas da Quatree para proteger seu amiguinho do sol forte. Além disso, cheque a temperatura do chão para não queimar as patinhas dele. 6)  Quando sair com ele, não deixe de utilizar protetor solar. O mercado já oferece alguns produtos feitos especialmente para os pets. Os cuidados devem ser redobrados em bichinhos que possuem pelos mais claros ou curtos. 7)  Atente-se à hidratação do animal. Forneça água potável entre os intervalos da prática dos exercícios, e lembre-se de recolher as fezes caso a atividade ocorra em meio urbano, como praças, parques e calçadas.

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

CÁLCULOS URINÁRIOS EM GATOS: COMO PREVENIR?

Quem tem um bichano em casa sabe bem que, normalmente, ele não é muito fã de água e, por isso, ingere pouca quantidade ao longo do dia. Esse hábito adquirido dos seus ancestrais - que não bebiam água

DERMATITE PSICOGÊNICA: COMO PROTEGER O SEU GATO?

Dermatite Psicogênica, popularmente conhecida como Dermatite por Lambedura, é um problema de pele bastante comum nos gatos, geralmente causado por estresse, que leva o animal a se lamber excessivament

Comments


bottom of page